Feriado de 20 novembro e cotas para negros KKKKK!

dia_negraAo meu lado a pessoa fala que é besteira o feriado de 20 de novembro e ao permitir que continuasse com a fala, afirma que também é contra as cotas para negros. Fico a pensar: porque Deus permite eu compartilhar, mesmo por raros momentos, o mesmo espaço com pessoas que pensam assim? Talvez seja para que eu fale e tente explicar alguns fatos históricos que fazem com que as cotas, o dia da Consciência negra, as manifestações são importantes. Mas Senhor, ando tão sem paciência para explicar aquilo que é tão obvio.
Não sei se é pedir muito, mas afaste de mim tais pessoas ou me dê mais paciência para continuar tentando explicar aquilo que a própria realidade explica.
Como exemplo citei os cursos da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) de Pedagogia e Medicina. O primeiro tem a mensalidade menos de mil reais e o estudante tem a opção de fazer a distância e ainda estudar e trabalhar enquanto o curso de medicina custa mais de 5 mil e o estudante tem que ter dedicação exclusiva, visto que é integral. Agora sabe quantos negros fazem o curso de medicina: nenhum (ZERO) enquanto alguns fazem o curso de pedagogia.
Citei outro dado para ver se a pessoa entendesse que a própria realidade explica o porquê das cotas, das manifestações e do dia da consciência negra: nas cidades do grande ABC não existe um Prefeito eleito que seja negro. pergunta-se : será que os negros não gostam de política e por outros motivos.
Por fim, como estava sem paciência, deixei que a pessoa continuasse seu raciocínio baseado em falas repedidas e cheias de preconceitos e desenformação, torcendo para que o tempo passasse logo para eu chegar em casa e questionar o criador: porque não mandou seu filho com pele negra, pois se assim fizesse,, evitaria um bocado de sofrimento das suas criaturas que em pleno século XXI ainda tem que ficar explicando aquelo que é óbvio.
Anúncios
Publicado em Professor Iristeu, Terceiro Setor | Deixe um comentário

Não precisa tirar as sandalhas dos pés , pois aqui não é santo

cristaoTem cristão que não vai em determinado lugar por considerar que tal lugar não apropriado.

Talvez seja por acreditar que há lugares santos e há lugares não santos . E o cristão pertencente a categoria dos santos não podem se misturar.

Talvez seja para manter-se santo. Pois acreditam que a santidade não seja algo perene, mas transitório.

Jesus visitou casas de pecadores, comeu na mesma mesa . Tocou e curou pessoas que, segundo os costumes da época, eram consideradas impuras. Jesus defendeu a prostituta; prometeu o céu ao ladrão crucificado ao seu lado. O Mestre primeiro se apresentou a uma mulher (ser sem voz e sem vez da sociedade daquele tempo) após vencer a morte.

Se queres ser verdadeiramente cristã a pessoa tem que ir além das paredes dos templos religiosos. Tem que viver os ensinamentos do Cristo onde ainda há ainda criaturas que não O conhece.

Se ainda tens medo de ser contaminado pela impureza do lugar não santo, talvez seja porque sua limpeza ainda está sub a pele, algo superficial.

*Texto escrito após a leitura de uma reportagem onde de pessoas criticam cantores cristãos se apresentando em evento não cristão.

 

Publicado em Religião | Deixe um comentário

Fundação ABC abre processo seletivo para Enfermeiro e Técnico 633 vagas

Fundação do ABC anuncia novo Processo Seletivo que oferta 633 vagas, sendo 255 efetivas e 378 de cadastro reserva, para a rede de saúde do município de Santo André – SP. Esta seleção tem prazo de validade de um ano.

São oportunidades de níveis médio/ técnico e superior, distribuídas nos cargos de Enfermeiro – 180h (54); Enfermeiro – 200h (14); Enfermeiro ESF – 40h (13); Técnico de Enfermagem – 180h (136); e Técnico de Enfermagem – 200h (38).

Dentro do total de oportunidades ofertadas, há aquelas exclusivas para candidatos que se enquadram nos itens especificados no edital em nosso site.

Os interessados podem preencher o formulário que está disponível no endereço eletrônico www.gsaconcursos.com.br, no período de 21 de julho de 2018 a 12 de agosto do mesmo. As taxas são nos valores de R$ 45,00 a R$ 60,00.

Esta seleção será composta por prova objetiva, que está prevista para o dia 26 de agosto de 2018. Os contratados devem cumprir carga horária de 36h a 40h semanais, com remuneração que pode variar de R$ 1.660,63 a R$ 3.389,80.

Publicado em Comunicação_campanha | Deixe um comentário

Concurso para Agente de Organização Escolar (Vamos ter Preparatório online)

Concurso Agente de Organização EscolarO concurso público destina-se ao provimento de 1.495 (um mil quatrocentos e noventa e cinco) cargos
vagos de Agente de Organização Escolar e outros que forem autorizados no decorrer do prazo de
validade do concurso, os quais estão distribuídos entre as Diretorias Regionais de Ensino da Rede
Estadual Paulista, conforme  o  Edital_Agente_Escolar

Para  mais informação sobre o Cursinho Preparatório Online cliquei aqui

Publicado em Comunicação_campanha | Deixe um comentário

Prefeitura de São Bernardo do Campo – SP anuncia Concursos com mais de 750 vagas

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, Estado de São Paulo anuncia quatro Concursos Públicos que visam preencher 752 vagas em cargos de nível médio e superior.

O edital nº 02/2018 tem nove vagas para o cargo de Procurador I, que exige Superior Completo em Ciências Jurídicas e Sociais e inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

Enquanto o Concurso nº 03/2018 tem oportunidades para Analista de Transportes (3); Auxiliar de Serviços de Agrimensura (1); Oficial Administrativo I (100); Agente Contábil I (5); Agente de Controladoria I (2); Agente de Tesouraria I (3); Analista Tributário Financeiro I (1); Arquiteto (10); Assistente Jurídico (1); Assistente Social Secretaria de Educação (1); Contador I (3); Desenhista (1); Engenheiro Civil (9); Engenheiro Eletricista (2); Fiscal de Cadastro Tributário I (5); Fiscal I (32); Fisioterapeuta Secretaria de Educação (1); Fonoaudiólogo Secretaria de Educação (1); Geólogo (1); Psicólogo (9); Psicólogo Secretaria de Educação (1); Técnico em Agrimensura (9); Técnico em Licitações (13); Técnico em Meio Ambiente (3) e Terapeuta Ocupacional Secretaria de Educação (1).

O edital nº 04/2018 tem vagas para Guarda Civil Municipal – Feminino (30) com estatura mínima descalça de 1,60m e Masculino (70) com estatura mínima descalço de 1,70m.

Por fim, os candidatos interessados em atuar na área da educação, têm oportunidades por meio do edital nº 05/2018 para os cargos de Professor I de Educação Básica (300); Professores de Educação Especial – Audiocomunicação (1), Deficiência Intelectual/ Mental (8) e Deficiência Visual (1); Professores II de Educação Básica de Arte (10) e de Educação Física (15); Coordenador Pedagógico (35); Diretor Escolar (50) e Orientador Pedagógico (5).

Vale ressaltar que dentro do total de oportunidades disponíveis, há vagas reservadas para pessoas com deficiência.

Pelo site da Vunesp as inscrições podem ser realizadas no período de 6 a 26 de junho de 2018. As taxas de participação têm valores de R$ 56,50 a R$ 82,20.

Para classificar os candidatos haverá Prova Objetiva na data prevista de 26 de agosto de 2018, as outras etapas serão compostas de Prova Prático-Profissional; Prova de Títulos; Avaliação Psicológica e Curso de Formação, conforme especificado em cada edital disponível em nosso site para consulta.

Os profissionais vão atuar em jornadas de trabalho de 24h a 40h semanais, para receber remunerações entre R$ 1.722,95 a R$ 9.611,41.

A validade destes Concursos será de dois anos, constados da data de sua homologação, podendo haver prorrogação por igual período.

 

Publicado em Professor Iristeu, Terceiro Setor | Deixe um comentário

Baixe meu e-book gratuitamente !

Capa_livro (1)Clique no link abaixo e leia meu e-book

Técnicas Para Viver Bem

Publicado em Professor Iristeu | Deixe um comentário

Texto Fantástico sobre A Mãe!

*Entrevista realizada com crianças de 7 e 8 anos de idade sobre suas mães, cursando o ensino fundamental da Espanha. As respostas abaixo foram consideradas as mais interessantes.

QUEM É O CHEFE DA SUA CASA?
1. Acho que a minha mãe, porque ela tem muito mais coisas a fazer do que meu pai

POR QUE DEUS FEZ O DIA DAS MÃES?
1. Porque elas são as únicas que sabem onde estão as coisas em casa

COMO DEUS FEZ AS MÃES?
1. Com mágica, super poderes e misturou tudo muito bem

QUE INGREDIENTES ELE USOU?
1. Nuvem, cabelo de anjo e tudo de bom que há no mundo e uma pitada de mal

POR QUE DEUS TE DEU SUA MÃE E NÃO OUTRA MÃE?
1. Porque Deus sabia que ela seria mais minha mãe do que outras mães

POR QUE SUA MÃE SE CASOU COM SEU PAI?
1. Minha avó diz que é porque ela não pensou direito.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE AS MAMÃES E OS PAPAIS?
1. As mamães trabalham no trabalho e em casa, os papais só vão ao trabalho
2. As mães sabem falar com as professoras sem assustá-las
3. Os papais são mais altos e fortes, mas as mamães tem o verdadeiro poder porque você tem de pedir pra elas quando quer dormir na casa de um amigo
4. As mães são mágicas porque elas fazem você se sentir bem sem remédio

O QUE SUA MÃE FAZ NO TEMPO LIVRE?
1. Mães não têm tempo livre

SE VOCÊ PUDESSE MUDAR ALGO EM SUA MÃE, O QUE SERIA?

1. Eu queria que desaparecessem os olhos invisíveis que ela tem atrás da cabeça…”

Feliz semana das mães, porque um dia é pouco!

 

Texto adaptado !

Publicado em Professor Iristeu | Deixe um comentário

Aprenda com quem pode te ensinar !

 

Tudo é passivo de aprendizagem. A diferença entre o humano e os demais seres é sua capacidade de aprender e auto aprender.

Somente o homem tem essa capacidade.  

Mesmo você sendo o personagem principal de sua história há momentos em sua vida que precisa de uma ajudinha para poder reencontrar seu lugar no mundo e ser feliz .

Isso não quer dizer e, estar longe disso, que a ajuda  das pessoas vão resolver seu problema.

O máximo que podem fazer é indicar o caminho e, as vezes,  caminhar um pequeno trecho junto com você, porém a maior parte da  jornada fica por sua conta .

É chegado um memento que você precisa mudar. Precisa tomar novos rumos. Seguir outras direções ou voltar aquela que abandonou certo tempo.

Não é fácil mudar. Sair da nossa zona de conforto exige muita força de vontade. Se não tem essa força de vontade , onde conseguir ? E se tem, como poderá mantê-la?

Aprenda com os grandes!

Publicado em Professor Iristeu, Terceiro Setor | Deixe um comentário

Projeto “Fala Solidária”

Oferecemos Palestras gratuitas para sua instituição crescer e ter sucesso.IMG_20180123_104529

O Projeto “Fala Solidária” oferece diversas palestras com temas variados com profissionais altamente qualificados para empresas , instituições sem fins lucrativos,  ONGs, igrejas e demais entidades.

As palestras são oferecidas gratuitamente para público geral ou para público específico: dirigido para crianças,  jovens , adultos e para pessoas da terceira idade.

Geralmente é solicitado ao participante um kg de alimento que são destinados a Entidades ou para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Os temas são variados previamente preparados , porém tem a possibilidade de, se houver profissionais voluntários da área, solicitar temas específicos .

Se você quer promover uma palestra na sua região o que você precisa:

Ter um espaço. Caso não  tenha poderá   emprestar ou alugar um local. Geralmente se você solicitar uma igreja , um unidade de saúde,  um salão de festa geralmente não é difícil conseguir  o ambiente .

Apos ter o local é só começar a convidar as pessoas . Lembramos que é muito importante preparar o ambiente de forma que as pessoas que forem participar da palestra se sinta acolhidas.

Solicite mais informações aqui 

Publicado em Professor Iristeu | Deixe um comentário

Evento Beleza da Comunidade contará com a presença do Professor Iristeu

Publicado em Professor Iristeu | 1 Comentário

Aprender a Ser feliz. Sim, é possível!

iristeuComo você aprendeu a ler, a escrever, cozinhar, a dirigir, a pensar sobre o que é certo ou errado é possível também aprender a ser feliz.

Os cursos mais populares da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, não ensinam medicina nem direito, mas felicidade. No ano passado, mais de 1 000 alunos se inscreveram para assistir às revista S&Aaulas do professor Tal Ben-Shahar, que usa um ramo da psicologia para ajudar os estudantes de graduação na busca da realização pessoal.

Na primeira vez que ministrou revista S&Ao curso, há dez anos, oito pessoas se inscreveram. A fama cresceu e, embora os alunos façam trabalhos, não recebem notas, mas algo mais pessoal. “Eles falam que a aula muda a vida deles”, diz Tal. Nesta entrevista, ele mostra como encontrar satisfação profissional e pessoal.

VOCÊ S/A – Aulas que têm como enfoque otimismo e felicidade não são algo comum em uma universidade tradicional como Harvard. Por que criou o curso?

Tal Ben-Shahar – Comecei a estudar psicologia positiva e a ciência da felicidade porque me sentia infeliz. No meu segundo ano de estudante em Harvard, quando cursava ciência da computação, eu era bem-sucedido, pois tinha boas notas e tempo para atividades que me davam prazer, como jogar squash. Mesmo assim era infeliz.

Para entender por que, mudei de área e fui cursar filosofia e psicologia. Meu objetivo era responder a duas perguntas: por que estou triste e como posso ficar feliz? Estudar isso me ajudou, e decidi compartilhar o que aprendi.

VOCÊ S/A – Uma pesquisa de doutorado feita no Brasil revela visões diferentes do que é ser bem-sucedido, que vão além de dinheiro e poder. As pessoas buscam algo mais profundo?

Tal Ben-Shahar – Sucesso não traz, necessariamente, felicidade. Ter dinheiro ou ser famoso só nos faz ter faíscas de alegria. A definição de sucesso para as gerações mais novas mudou. Não é que as pessoas não busquem dinheiro e poder, mas há outros incentivos.

No passado, sucesso era definido de maneira restrita, e as pessoas ficavam numa empresa até a aposentadoria. Agora, há uma ânsia por ascender no trabalho, ter equilíbrio na vida pessoal e encontrar um propósito.

VOCÊ S/A – Qual a principal lição sobre a felicidade o senhor aprendeu?

O que realmente interfere na felicidade é o tempo que passamos com pessoas que são importantes para nós, como amigos e familiares — mas só se você estiver por inteiro: não adianta ficar no celular quando se encontrar com quem você ama. Hoje, muita gente prioriza o trabalho em vez dos relacionamentos, e isso aumenta a infelicidade.

VOCÊ S/A – Descobrir para onde queremos ir seria a grande questão?

Muita gente não sabe o que pretende da vida simplesmente porque nunca pensou sobre o assunto. As pessoas vivem no piloto automático. Ouvem de alguém que deveriam ser advogado ou médico, e acreditam em vez de se perguntar do que gostam. Essa é a questão fundamental.

VOCÊ S/A – Como aplicar as diretrizes da psicologia positiva no dia a dia do trabalho?

Uma maneira é pensar nos progressos diários que um profissional alcança no fim de cada dia. Segundo uma pesquisa de Teresa Amabile, professora de administração da Harvard Business School, quem faz isso tem índices mais altos de satisfação e é mais produtivo.

Deve-se também valorizar os próprios pontos fortes e, no caso dos chefes, os pontos fortes das pessoas da equipe, o que aumenta a eficiência dos times. Isso não significa deixar de lado as fraquezas, que devem ser gerenciadas. Apenas que a maior parte da energia precisa ser gasta fortalecendo os pontos fortes ao máximo.

VOCÊ S/A – Dá para fazer isso mesmo em momentos de crise ou de baixo desempenho?

Sim, desde que os profissionais sejam realistas. Em 2000, quando Jack Welch­ (ex-presidente da GE e referência em gestão) foi nomeado o gerente do século pela revista Fortune, perguntaram que conselho ele daria a outros gerentes. A resposta foi: aprendam a encarar a realidade.

O mesmo se aplica nesse caso. A psicologia positiva não defende que os erros e os pontos fracos sejam ignorados. Apenas propõe uma mudança de foco: parar de enxergar só o que vai mal e ver o que dá certo — mesmo nas crises. A proposta é observar o quadro completo da realidade.

VOCÊ S/A – Qual sua opinião sobre o discurso de que basta fazer o que ama para encontrar satisfação profissional?

Isso pode ser a solução para alguns. Na maioria dos lugares e trabalhos, é possível identificar aspectos significativos para cada pessoa. Uma pesquisa feita com profissionais que trabalham em hospitais mostrou que tanto no caso de médicos quanto de enfermeiros e auxiliares havia profissionais que enxergavam o trabalho como um chamado e outros que o viam apenas como um emprego.

Em outras palavras, o foco que damos ao trabalho acaba sendo mais importante do que a natureza dele. Alguém que é funcionário de um banco pode pensar que trabalha com planilhas o dia todo ou que está ajudando as pessoas a gerenciar sua vida.

VOCÊ S/A – O jornalista britânico Oliver Burkeman defende que não se deve buscar felicidade, mas o equilíbrio, pois ninguém pode ser feliz sempre. O que acha disso?

Concordo. A primeira lição que dou na minha aula é que nós precisamos nos conceder a permissão de sermos seres humanos. Isso significa vivenciar emoções dolorosas, como raiva, tristeza e decepção. Temos dificuldade de aceitar que todo mundo sente essas emoções às vezes. Não aceitar isso leva à frustração e à infelicidade.

VOCÊ S/A – O senhor é feliz?

Eu me considero mais feliz hoje do que há 20 anos e creio que serei ainda mais feliz daqui a cinco anos. A felicidade não é estática. É um processo que termina apenas com a morte. Encontrei significado em meu trabalho e faço o que me dá prazer, mesmo tendo, como todo mundo, momentos de estresse e sofrimento — esse é o equilíbrio que todo profissional deve almejar.

Mas também procuro desfrutar de coisas fora do mundo do trabalho: passar tempo com minha família, com meus amigos e encontrar um espaço na agenda para a ioga. Tudo com moderação.

Fonte: revista S&A

 

 

Publicado em Professor Iristeu | Deixe um comentário

Muitos símbolos para pouca fé

O Cristão que consegue exercitar sua fé sem símbolos, sem recursos mirabolantes, sem rituais, sem precisar de intermediários é outro nível.
Se for pensar seriamente o que diferencia uma água purificada, benzida, benta ou um óleo de Israel ou um pedaço de pão ou um copo de vinho de uma vassoura, de um lenço, de imagem etc. São todos símbolos que , na minha humilde opinião, mais atrapalha do que ajuda no desenvolvimento da pessoa.
Quer saber como anda sua fé?
Imagine sua prática religiosa sem nenhum símbolo.
Se após ter feito esse exercício se sentiu bem, confortável e confiante.
Parabéns.
Bem vindo ao mundo daqueles que não mais necessitam de simbologias, rituais , milagres, coisas, intermediários para chegar ao Cristo.

Agora, se você ainda precisa desses recursos para exercitar sua fé, tudo bem também, porém quanto mais cedo se livrar dessa dependência, mais cedo gozará da verdadeira liberdade.

Cadastre para receber nossas postagens

 

Publicado em Religião | Deixe um comentário

Projeto “Fala solidária”

Oferecemos Palestras gratuitas para sua instituição crescer e ter sucesso.IMG_20180123_104529

O Projeto “Fala Solidária” oferece diversas palestras com temas variados com profissionais altamente qualificados para empresas , instituições sem fins lucrativos,  ONGs, igrejas e demais entidades.

As palestras são oferecidas gratuitamente para público geral ou para público específico: dirigido para crianças,  jovens , adultos e para pessoas da terceira idade.

Geralmente é solicitado ao participante um kg de alimento que são destinados a Entidades ou para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Os temas são variados previamente preparados , porém tem a possibilidade de, se houver profissionais voluntários da área, solicitar temas específicos .

Se você quer promover uma palestra na sua região o que você precisa:

Ter um espaço. Caso não  tenha poderá   emprestar ou alugar um local. Geralmente se você solicitar uma igreja , um unidade de saúde,  um salão de festa geralmente não é difícil conseguir  o ambiente .

Após ter o local é só começar a convidar as pessoas . Lembramos que é muito importante preparar o ambiente de forma que as pessoas que forem participar da palestra se sinta acolhidas.

Cadastre para receber nossas novidades

Publicado em Professor Iristeu | Deixe um comentário

Trabalhar no terceiro setor: seja bem vindo.

O trabalho faz parte da vida do ser. Acredita-se que ambos tiveram suas origens concomitantemente. Não sabemos ao certo se o Criador teve o trabalho para criar o homem ou criando esse deu-lhe o trabalho como parceiro inseparável.

Muitos tem a oportunidade de escolha: onde, em que e com quem desenvolver essa maravilhosa ação que enriquece o indivíduo e a coletividade da qual faz parte. Outros, infelizmente a maioria, não tem condições de escolha e vivem, as vezes toda uma vida, fazendo aquilo que a sociedade escolheu para eles. Coisas do destino ou do sistema que ao nascer já lhe foram imposto?

Para aqueles que tem liberdade de escolha  com o que trabalhar, o chamado terceiro setor é uma opção interessante.

Em definição didática temos o primeiro setor: as instituições publicas; segundo setor as instituições privadas e as ONGs, associações, OSCIPs são consideradas o terceiro setor. Para quem quer aprofundar no assunto sobre definições do Terceiro Setor

Historicamente esse importante seguimento da sociedade no Brasil tem sido conduzido com um caráter de voluntariado ou ligado ao religioso. Por isso ainda existe um certo desconhecimento por muitos em achar que não é seguro fazer uma carreira nesse setor.
Trabalhar em uma entidade com finalidade filantrópica não quer dizer que você irá fazer filantropia.  Parece a primeira vista algo contraditório, mas não é. Basta pesquisar as vagas disponíveis nesse setor para verificar que há bons salários compado as outras área,  claro que segue a lei de mercado: os cargos que exigem maior qualificação, o processo é mais seletivo.
Por fim, vale a tentativa de buscar nos horizontes principalmente para quem quer seguir uma carreira em uma área bastante promissora no Brasil.

Cadastre no nosso site para receber nossas postagens

Publicado em Terceiro Setor | Deixe um comentário

Ser cristão e ser preconceituoso não combina

Quando se diz que uma pessoa é cristão , pressupõe que ela segue ou pelo menos faz um esforço para seguir os princípios de jesus Cristo. Isso parece lógico , porém o que vemos é cada vez mais um distanciamento daquilo que O Mestre ensinou para a prática cotidiana de seus seguidores.

Em diversas passagens onde os seus biógrafos falam da maneira como Cristo  se posicionou perante aquilo que na época era tido como fora do normal, da maioria e por tanto gerava constrangimento, preconceito nas pessoas .  Os relatos são bastante conhecidos , basta citar alguns : o contato e sua devesa com as pessoas que bebem ( seu primeiro a pedido de sua mãe em um festa de casamento );  sua veemente defesa da prostituta onde ele compara os defeitos (pecados ) daqueles que queria apedrejar com os atos cometidos pela mulher . “Quem não tem pecado atira a primeira pedra “. Seu conato com os impuros . Para muitos da época o leprosos era alguém que não fazia parte da povo de Deus. Não tinha a Graça do Criador, por tanto , não deveria viver juntos com as demais pessoas . Jesus vai ao encontro dessas pessoas, desses excluídos.

Quem são os leprosos de hoje , quem são as pessoas que não fazem parte da grande maioria que pensam e pensam ou agem da mesma maneira ? Talvez seja os  pobres ,  os sem tetos , pessoas em situação de rua , os que escolhem opções de viver sexualmente diferente da maioria. A exemplo de Cristo seus seguidores deve amar essas pessoas e a elas emitir pensamentos a atos de amor.  Ir ao encontro dessas pessoas com a intenção de juntos construir um “céu”  aqui na Terra.  Se o Mestre que foi enviado diretamente do Pai para nos ensinar o caminho correto, não fez distinção de pessoas a exemplo do Criador : “ E, abrindo Pedro a boca, disse: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas”; (Atos 10:34) . Então quem somos nos para  julgar que esse ou aquele é melhor ou pior por que faz escolhas diferentes das nossas . Nunca devemos esquecer de : Não julguem, para que vocês não sejam julgados.
Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês.
“Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho?
Como você pode dizer ao seu irmão: ‘Deixe-me tirar o cisco do seu olho’, quando há uma viga no seu?
Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão. (Mt 7:1-5).

Por fim , ser Cristão é seguir os Ensinamentos do Cristo e “Amar o próximo como a si mesmo, fazendo ao outro o que gostaríamos que fizesse a nós”.   Agindo assim conseguiremos, de forma eficaz combater o preconceito e promover o respeito as diferenças.

                                                                                Manhã  de 20  de novembro de 2017

 

Clique aqui e curti nossa Página

 

 

 

 

Publicado em Professor Iristeu, Religião | 2 Comentários

Os desviados

cristaoTem crescido cada vez mais o número de pessoas que se afastam das igrejas. São chamados os desviados. Tem também crescido o número de fieis que se mudam de doutrinas, hora frequentando um templo hora muda para outro. No segmento evangélico os números chegam a mais de 10%  dos desigrejados, ou seja, pessoas que deixaram de frequentar a igreja, mas continua dizendo ser cristão.
Existe outro dado, ainda não computado , que corresponde aquelas pessoas que estão na igreja, porém sente-se decepcionados com a mesma .
É preocupante!
Os motivos que levam essas pessoas a se afastarem das igrejas podem ser vários, porém um é o central: decepção . Muitos ficam decepcionados por não encontrar aquilo que outrora foram prometido. Ao ser convidado lhe prometeram que lá, no templo, iriam mudar sua vida . Muitas promessas são focadas na teologia da prosperidade , onde o ficar cheio dos recursos físicos/materiais vem por primeiro. Sendo que o crescimento espiritual deveria ser a principal e única motivação.
Estão anunciando uma mensagem sem respaldo das Escrituras. Uma mensagem própria e não a do Cristo.
A raiz dessa situação tem nome e endereço:  os líderes religiosos.  Muitos se autointitula homens de Deus e conquistam rebanhos que  acreditam nessa titulação.  Com tempo descobrem que podem ter contato com O Criador,  sem intermediário.  Eis aí,  o início da decepção.  Muitas igrejas parecem mais fã clubes, de seguidores do líder , que casa de oração.
Muitos líderes religiosos estão mais preocupados em se autopromover  do que divulgar o Projeto do Mestre. Fato observado em muitas igrejas onde ao invés da imagem de Cristo , temos a imagem do líder estampado nas faixadas dos templos.  Estranhos que no interior dessas mesmas igrejas pregam-se a não adoração às imagens.  “Santa” contradição!
Para aqueles  que continuam nas igrejas,  mesmo superando as decepções, aos poucos terão  mais uma preocupação : resgatar os decepcionados por não encontrarem o que buscavam nas igrejas e por isso deixaram.
Por fim resta a pergunta:
qual é  a postura do cristão  perante tal fato constatado?
Deve ser a de amor a todos. Compreender que a igreja é feita de homens e mulheres não santos.  Que tens que analisar de forma crítica tal fenômeno e dar prioridade ao ensinamento da Palavra, pois mulheres e homens esclarecidos saberão discernirem o joio do trigo e, assim,  permanecer firmes na fé, até o momento de dizer: “combati o bom combate… guardei a fé “.
Se gostou do texto, visite, segue compartilhe  meu blog.
Que Deus o abençoe.

Cadastre no nosso site

 

Publicado em Professor Iristeu, Religião | Deixe um comentário

Brasil lidera ranking de países com maior quantidade de publicações científicas em acesso aberto

Talvez nem todos os estudantes e pesquisadores brasileiros saibam, mas o Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) oferece uma enorme variedade de conteúdos com acesso aberto. Embora todo o acervo seja gratuito para a comunidade acadêmica – uma vez que os custos com assinatura de contratos são assumidos pela CAPES –, os usuários contam com repositórios e revistas científicas nacionais e internacionais de acesso livre. Ou seja, não é necessário estar vinculado às instituições participantes para acessar esse material.

Dados do relatório Analytical Support for Bibliometrics Indicators – Open access availability of scientific publications, publicado este ano pela Science-Metrix (empresa americana especializada na avaliação de atividades de ciência e tecnologia), mostram que o Brasil está no primeiro lugar quando se fala em disponibilização de conteúdo livre. Dos artigos publicados em periódicos brasileiros, 75% têm acesso aberto. Isso, segundo o estudo, se deve em grande parte à plataforma SciELO, que compõe uma rede com centenas de títulos nacionais, além de revistas científicas de outros países.

A CAPES contribui fortemente com a tendência mundial do acesso aberto, pois indexa não somente as produções do Brasil, mas de todo o mundo. Além do SciELO, que permite aos usuários a busca integrada em uma ampla coleção de títulos, cobrindo diversas áreas conhecimento, os usuários encontram também outras fontes de pesquisa abertas, com contextos multidisciplinares ou especializados em determinados campos.

Alguns exemplos são as bases de dados ArXiv.org (serviço de e-prints nas áreas de física, matemática, ciência da computação, estatística, economia e áreas afins); Directory of Open Access Repositories – OpenDOAR (que reúne repositórios acadêmicos mundiais, inclusive do Brasil, em todas as áreas do conhecimento); e Directory of Open Access Journals – DOAJ (com milhares de periódicos que abrangem todas as áreas de ciência, tecnologia, medicina, ciências sociais e humanidades).

Uma boa forma de localizar dentro do Portal de Periódicos o conteúdo disponível em acesso aberto é por meio da opção de pesquisa buscar base. A aba “busca avançada” permite ao usuário escolher os tipos de plataformas a serem filtradas e, entre as categorias, estão “sites com periódicos de acesso gratuito” e “arquivos abertos e redes de e-prints”. Após a seleção, é necessário clicar no botão “enviar” para ter acesso à lista de resultados.

Tendência mundial

Em 2017, a CAPES ingressou formalmente na iniciativa internacional Open Access 2020 (OA2020). O Portal de Periódicos está na linha de frente da ação, por ser o programa da agência que possibilita à comunidade acadêmica do Brasil o acesso gratuito a conteúdos científicos. Desde então, o tema vem sendo amplamente discutido por comitês internos e membros da comunidade científica brasileira e internacional.

Lançado pela Max Planck Society em 2016, o OA2020 visa acelerar a transição para o acesso aberto, alterando o foco atual de sistema de assinatura de periódicos. Os princípios da iniciativa estão descritos na Declaração de Berlim sobre o Acesso aberto ao Conhecimento nas Ciências e Humanidades, adotada até o momento por mais de 600 instituições signatárias. Outra referência-chave é a Expressão de Interesse – documento que foi discutido e adotado na Conferência de Berlim realizada em 2015.

O objetivo do OA2020 é alcançar em uma escala maior o que o SCOAP3fez com sucesso para algumas revistas básicas no campo da Física: converter periódicos de assinatura ao acesso aberto, redirigindo o gasto de subscrição existente em fundos para financiar os serviços essenciais que os editores fornecem para a comunicação acadêmica.

 

Fonte: Portal Periódico CAPES

Publicado em Comunicação_campanha | Deixe um comentário

Felicidades é fazer escolhas !

Ser feliz é sim uma questão de escolha.
O ser humano tem condições de fazer escolhas. Mesmo em situação difíceis onde parece que não há saída,  sim há sempre, no mínimo duas opções: ir ou ficar.  Dizer sim ou não. Falar ou ficar quieto.  Sempre temos duas oportunidades.
A felicidade está estritamente ligada nas escolhas que fazemos. Então aprender a ser feliz é o mesmo que aprender a fazer escolhas.

 

 

Publicado em Comunicação_campanha | Deixe um comentário

AMOR AO PRÓXIMO É COMUNISMO?

 

Por Sílvio Meincke, teólogo e pastor da IECLB-igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil, em Santa Catarina e São Leopoldo/RS. Mora atualmente no sul da Alemanha.

Primeira constatação: O Povo Brasileiro é muito religioso. Cada segunda rua tem nome de santo. Em cada esquina ouvimos aleluias. Jogadores entram em campo com o sinal da cruz. E o nosso linguajar invoca Deus a cada instante: Meu Deus! Graças a Deus! Por Amor de Deus! Deus te Abençoe! Deus é grande! Deus no Comando! Portanto, não falta religião no Brasil e nem falta fé em Deus.

Segunda constatação: Todos e todas concordamos que a Fé em Deus tem uma consequência ética. Para cristãos e cristãs, a consequência ética máxima da fé em Deus é o AMOR AO PRÓXIMO. “Amarás o Senhor teu Deus …. e o teu próximo como a ti mesmo”. Quem é membro de uma comunidade cristã conhece esse Grande Mandamento (Mateus 22.36-40) e com ele concorda.

Penso que não há dúvidas em relação a essas duas constatações:
1) Cremos em Deus.
2) Queremos praticar o amor ao próximo.

Mas, eis que surge a GRANDE PERGUNTA: Por que essa sociedade tão religiosa e tão cristã não consegue influenciar sua prática política com o amor ao próximo que enaltece como consequência ética máxima da sua fé? Por que a sociedade brasileira, depois de 500 anos de religiosidade intensa, continua dividida em centro e periferia, em “bairros nobres” e favelas, em luxo e lixo, em desperdício e carência, em pessoas privilegiadas e pessoas excluídas? Por que continua sendo uma das sociedades mais injustas do mundo? PIOR: Como explicar que qualquer projeto de INTERMEDIAÇÃO POLÍTICA DO AMOR AO PRÓXIMO é logo apontado raivosamente como coisa de COMUNISTAS?

Quando o Rio Grande do Sul contava com 70% de analfabetos, e Brizola mandou erguer milhares de pequenas escolas primárias, por amor às crianças analfabetas, ele logo foi insultado como comunista, especialmente pelas pessoas piedosas e “fortes na fé”.
Quando João Goulart queria fazer as Reformas de Base, com o fim de melhorar a vida de milhões de brasileiros/as, ele foi derrubado com um golpe e teve de fugir, apontado como comunista. E muitos cristãos aplaudiram o golpe.
O Projeto Mais Médicos (uma prática de amor que beneficia 50.000.000 de pessoas), é apontado como coisa de comunistas.

Uma Reforma Agrária, com acesso à terra para famílias pobres (antes expulsas do campo, aos milhões, através da concentração das terras), é odiada como coisa de comunistas.

Matar em média dez jovens negros, todas as noites, isso pode! “Bem feito. Vagabundos. Bandido bom é bandido morto. A culpa é deles” – dizem muitas cristãs e muitos cristãos.

Intermediar o amor ao próximo, na forma de cotas, para jovens negros, excluídos durante séculos, para que encontrem finalmente uma chance de vida? “Nunca! Coisa de comunistas” – dizem pessoas que invocam Deus e pregam o amor!

Crianças que morrem de fome? “A culpa é dos pais! São pobres porque não tem fé” – proclamam cristãos, especialmente os bem piedosos.

Matar um milhão de indígenas a cada século, sem nunca parar, até os dias de hoje, em disputa pelas terras? (Coisa normal, graças a deus, deus no comando, em nome de deus, deus sabe o que faz, deus te abençoe, o amor é que vale, o amor é tudo, deus é fiel). Devolver aos indígenas um milésimo das terras que lhes foram roubadas, para que possam viver? Jamais! Coisa de comunistas!

O fato de 6 famílias possuírem riqueza igual a 50% da população parece não irritar muita gente.

Mas qualquer projeto de socializar as fantásticas riquezas da natureza brasileira é vista como coisa condenável, coisa de comunistas.

Eu não vou concluir que nós cristãs e cristãos somos pessoas especialmente más. Não! Não somos nem melhores e nem piores que outras pessoas. Queremos praticar a nossa fé e viver a ética do amor ao próximo. Há muitos exemplos elogiáveis de amor e solidariedade, de pessoa para pessoa, de indivíduo para indivíduo, de apoio a instituições filantrópicas.

O problema começa quando se trata de INTERMEDIAR O AMOR ATRAVÉS DA POLÍTICA. É aí que a porca torce o rabo e a vaca vai pro brejo, com corda e tudo. É aí que tudo se confunde e o ódio toma conta.

Onde está o problema? O problema é nossa resistência a duas análises:
1) Não queremos analisar e compreender a realidade social em que vivemos.
2) Não queremos analisar o perfil do Partido Político em que votamos. Não me refiro às promessas dos candidatos que sempre prometem trabalhar para os pobres. Refiro-me ao perfil dos seus PARTIDOS.

Preferimos dividir as pessoas em boas e más, colocar-nos no lado dos bons, condenar os pobres e classificar de comunistas quem faz projetos políticos para integrá-los. Mas só conhecendo o partido, e qual a classe social que representa, qual o modelo político que quer implantar, somente então saberemos como melhor viver nossa fé na nossa prática política e como viver a ética cristã do amor ao próximo dentro da nossa realidade.

Só faz boa colheita o colono que conhece sua roça. Só conseguiremos praticar a INTERMEDIAÇÃO POLÍTICA DO AMOR quando conhecemos a história do nosso País, a realidade social em que vivemos, a classe social que cada partido representa e o programa de governo que vai implantar. Então, sim, poderemos engajar-nos na prática de um amor ao próximo corajoso, amplo, transformador, com resultados sociais positivos e que melhora a qualidade de vida das pessoas que foram empurradas para a margem.

Caso contrário perigamos pregar amor mas praticar desamor, com a melhor das intenções. E seremos cristãos piedosos, mas seremos maus cidadãos.

Já dizia minha mãe: “Quem não conhece o lugar onde bota os pés vai derrubar com a bunda o que tenta construir com as mãos”. Que grande sabedoria!

Quando nos negamos estudar a realidade social em que vivemos; quando nos negamos estudar o perfil dos partidos políticos que votamos, podemos tornar-nos cruéis negadores da fé que proclamamos; podemos tornar-nos violentos destruidores do amor que tanto exaltamos.

Além disso, podemos tornar-nos ridículos, porque denunciaremos como comunistas aqueles que realizam corajosamente o que nós pregamos, mas que não queremos realizar. Não porque somos maus, não porque cremos pouco, não por falta de fé e de religião, não porque não queremos amar, mas porque não fazemos análise da realidade em que vivemos.”

Que lição! J.Amorim

Publicado em Comunicação_campanha | Deixe um comentário

Assista “Profensor Iristeu falará no Teatro Municipal de Mauá” no YouTube

Publicado em Comunicação_campanha | Deixe um comentário

Sair ou não sair da rotina? Um dilema para a terceira idade !

Há quem adora rotina. Sem ela a vida seria uma eterna bagunça. Porém há outras pessoas que após algum tempo seguindo certa rotina começa a achar a vida sem graça e sem sentido .

Ao perguntar para uma pessoa que trabalha com transporte de alunos para levar e buscar na escola se a rotina é importante para o bom desenvolvimento do seu trabalho. Certamente a resposta será que sim . Pois caso essa pessoa não siga uma rigorosa rotina de horário , de trajeto e de dias seu trabalho será fortemente prejudicado.

Um jornalista que faz um programa ao vivo não seguir um rotina de horário, não só ele, mas boa parte dos profissionais que compõe sua equipe, todo o resultado do seu trabalho será profundamente comprometido e, sem ser radical , sem a rotina , não poderá ser realizado seu programa.

Por fim, podemos citar mais uma profissão entre, tantas outras que seguem uma rotina rigorosa. Imagine se um porteiro não estiver em seu posto de trabalho exatamente no horário que deverá abrir seu local de trabalho, seja ele um hospital , um empresa ou qualquer outra instituição que atende um público com horários e dias previamente estabelecido. Assim também funciona para uma cozinheira, um motorista e tantas e tantas profissões.

Mas existem outras profissões em que a rotina não é tão essencial e não segui-la corretamente não prejudicará em nada ou em quase nada o bom andamento do seus afazeres.

Os exemplos mais nítidos e atual são aquelas profissões que não dependem do lugar-espaço para ser executadas. Um escritor, por exemplo, pode escrever seus livros, seus artigos e horários, dias e lugares diferentes, sem necessariamente seguir uma rotina.

Um vendedor, dependendo do seu produto, pode vender e atender seus clientes em qualquer parte do mundo.

Portanto concluir que há profissões onde a rotina é mais importante e, em alguns caso, essencial e existem outras profissões onde a rotina nada ou quase nada compromete o trabalho.

Sendo assim é correto afirmar que a rotina em si, não é boa nem ruim, pois por si só não caracteriza o atributo de ser boa ou não boa.

Dependente da realidade de cada profissão ou do fomento em que a pessoa está vivendo.

No caso específico da terceira idade a decisão de seguir ou não uma rotina parece algo bem mais delicado, pois esse momento da vida é para ser vivo com um foco muito mais voltado para a realização de atividades que vem atender necessidades bem mais específico. Por exemplo que não for possível ir na academia na parte da manhã , vá a tarde. Se não for possível ir na segunda, vá na terça, quarta ou qualquer outro dia. Se acordou mais cedo poderá levantar ou continuar na cama. Se quiser dormir mais tarde, pode.

Percebe-se que nesse momento da vida o ficar preocupado se vai chover ou fazer sol não tem a mesma intensidade de tempos idos, pois independente do estado metateológico, o foco agora é ficar bem e aproveitar o máximo, sem gastar o precioso tempo com preocupações que foge da sua capacidade de controle.

Publicado em Professor Iristeu | Deixe um comentário

É o que eu penso!

Publicado em Comunicação_campanha | Deixe um comentário